Geral

Bandidos destroem agência ao explodir caixas eletrônicos em Santo André

Da Redação ·





Por César Rosati

SÃO PAULO, SP, 23 de maio (Folhapress) - Criminosos invadiram uma agência do banco Itaú e explodiram três caixas eletrônicos na madrugada de hoje em Santo André, na Grande SP. O crime aconteceu por volta das 3h15 na avenida Itamaraty, na altura do número 2.363.

Segundo a Polícia Civil, a quantidade de explosivos utilizada na ação praticamente destruiu a agência. "Os criminosos usaram uma grande quantidade de explosivos durante o crime. Quase que o prédio desabou", disse à Folha o delegado Roberto Von Haydin, do 2º DP de Santo André.

Peritos da Polícia Científica vistoriaram o local em busca de evidências que ajudem na busca pelos criminosos, que continuam desaparecidos. De acordo com o delegado, serão solicitadas as imagens das câmeras de segurança do estabelecimento para tentar solucionar o caso.

"Ainda não é possível dizer a quantidade exata de pessoas que estavam durante o crime. Estamos esperando um representante do banco para analisar, se possível, as imagens do circuito interno de segurança", explicou Von Haydin.

Até o momento não foi divulgada a quantia de dinheiro roubada pelos criminosos. O Itaú ainda não se manifestou a respeito do assunto.

Ontem, a Polícia Civil desarticulou uma quadrilha suspeita de explodir caixas eletrônicos na capital paulista e em cidades do interior do Estado. As prisões de cinco integrantes aconteceram no começo da manhã de ontem, em diversos pontos do bairro de São Matheus, na zona leste. No total, dez pessoas foram detidas.

Segundo a polícia, as investigações iniciaram em 16 de fevereiro deste ano, após o bando entrar em um hospital público, na zona sul de São Paulo, para explodir um caixa eletrônico. A ação deu errado e os suspeitos esqueceram celulares no local do crime.

Durante monitoramento dos acusados, as equipes da 2ª Delegacia Seccional de Polícia (Sul) e do 16º DP (Vila Clementino) conseguiram identificar os criminosos que acabaram presos ontem.
 

continua após publicidade