Geral

Funcionários do Metrô anunciam greve para a próxima terça

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 22 de maio (Folhapress) - O sindicato dos funcionários do Metrô decidiu hoje em assembleia decretar greve na próxima terça-feira. O motivo é reajuste salarial. Houve hoje a última rodada de negociações entre os funcionários e a empresa, mas as conversas não avançaram. O sindicato disse que haverá uma assembleia da categoria na noite de segunda-feira para avaliar eventuais propostas apresentadas pelo Metrô nos próximos dias. "Estamos à disposição para negociar, mas a proposta da empresa é pior que o acordo coletivo atual. Também estamos colocando a possibilidade de catraca livre no lugar da greve. Ou seja, vamos trabalhar se a empresa deixar a população entrar de graça", diz Altino de Melo Prazeres Júnior, presidente da entidade, ligado ao PSTU. As principais reivindicações dos metroviários são aumento real do salário de 14,16%, reajuste de 24,3% no vale-refeição e aumento do vale-alimentação para R$ 382,71. O Metrô ofereceu apenas a reposição da inflação, de 7,3%, sem aumento real ou reajuste nos benefícios. Em nota, a companhia afirma que "está fazendo todos os esforços para chegar a um acordo que evite prejuízos aos 4,6 milhões de usuários". A última grande greve do Metrô foi em agosto de 2007, quando o rodízio de veículos foi suspenso por dois dias. Em 23 de maio do ano passado, a categoria também parou por um dia e o rodízio foi suspenso. Os funcionários da CPTM também estão em campanha salarial.  

continua após publicidade