Geral

Brasileiros-Turquia - (Atualizada)

Da Redação ·

Corpos de brasileiras mortas na Turquia aguardam laudos para liberação RIO DE JANEIRO, RJ, de julho (Folhapress) - Os corpos das três brasileiras mortas em acidente de balão na Turquia já passaram por autópsia, mas o resultado só deve sair depois de amanhã. Só após a liberação deste documento, as famílias terão uma previsão de quando acontecerá o traslado para o Brasil. A informação foi dada à reportagem por dois familiares das vítimas, que pediram para não serem identificados. Os três corpos devem vir para o Rio de Janeiro, inclusive o de Ellen Kopelman, 81, cuja filha e neta moram há muitos anos em Ohio, nos Estados Unidos. As outras turistas que morreram são Maria Luísa Gomes, 71, e Marina Rosas, 77. Ferida no acidente, a advogada Maísa Ildefonso, 71, que ainda não sabe que as três amigas de longa data morreram, passou por uma longa cirurgia hoje. "Ela está resistindo. É uma guerreira", disse à reportagem Claudia Ildefonso, filha da turista. Segundo familiares das vítimas, Vera Monteiro, 69, outra sobrevivente, recupera-se bem da cirurgia de coluna. Seus dois filhos - um deles é médico - já estão na Turquia acompanhando a mãe. Hoje, Aurora Junqueira, outra das sobreviventes, foi transferida para um hospital particular, o mesmo em que Maísa está internada. Aurora é cunhada de Maria Luísa Gomes, uma das três que morreram. As seis mulheres sempre viajavam juntas havia 20 anos. Elas se uniram em torno de Marina Rosas, uma das mortas no acidente. Isso porque a idosa presidia uma associação de pensionistas de engenheiros que trabalhavam para o Estado do Rio. Todas eram viúvas e moravam na zona sul da cidade.  

continua após publicidade