Geral

Alimento-Fraude - (Atualizada)

Da Redação ·

Ministério da Agricultura destrói seis toneladas de leite em pó adulterado no RS SÃO PAULO, SP, 21 de maio (Folhapress) - Fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) queimaram, hoje, em Taquara, Rio Grande do Sul, 6,2 toneladas de leite em pó adulterado. A ação fez parte da operação "Leite Compen$ado". A operação apreendeu 318 mil litros de leite cru com suspeita de adulteração em três posto de refrigeração no Rio Grande do Sul. Desses, foram encontrados traços de formol e ureia em 28 mil. Segundo o ministério, o leite cru foi transformado em pó para facilitar o transporte. Dez litros de leite cru rendem, aproximadamente, 1 kg de leite em pó. A Superintendência Federal de Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (SFA/RS) ainda aguarda análises das amostras do leite cru apreendido. A partir delas, serão definidos os destinos dos demais lotes que estão cautelarmente apreendidos em uma empresa que auxilia as ações do ministério. No dia 22 de maio, autoridades do ministério vão se reunir com representantes da cadeia produtiva do leite, em Brasília, para discutir mudanças na relação das indústrias de laticínios com as transportadoras. De acordo com o titular da pasta, Antônio Andrade, será apresentada uma proposta para que as empresas alterem o pagamento pelo frete do produto, baseando-se na distância percorrida e não no volume transportado. A medida é necessária porque o tema é tratado no âmbito comercial e foge da legislação referente à inspeção sanitária. O ministério também pesquisa como adotar novos parâmetros para a análise da quantidade de ureia no leite, já que a substância faz parte da composição natural do produto. A intenção é aprimorar o sistema de inspeção do Programa Nacional de Combate à Fraude no Leite.  

continua após publicidade