Geral

Para ministro, cidades devem melhorar estrutura para receber "médico importado"

Da Redação ·





Por Johanna Nublat

BRASÍLIA, DF, 21 de maio (Folhapress) - O ministro Alexandre Padilha (Saúde) afirmou hoje que as cidades que desejarem receber os "médicos importados" deverão construir ou ampliar sua rede de saúde.

"Os municípios que queiram [receber médicos] terão que acessar recursos para a construção e a ampliação das unidades de saúde. Queremos colocar médicos brasileiros e estrangeiros em unidades cada vez mais com qualidade, para resolver mais perto, nos bairros, o problema de saúde das pessoas", disse Padilha.

Com médico e estrutura, continuou Padilha, a unidade básica de saúde pode resolver até 80% dos problemas da comunidade.

Espanhóis

Padilha disse que pretende trabalhar em um memorando bilateral com o Ministério da Saúde da Espanha. "O Ministério da Saúde da Espanha sinalizou o interesse de ampliar a cooperação conosco, interesse de intercâmbio para o envio de profissionais médicos e interesse de cooperar em projetos específicos para periferias ou municípios do interior."

O ministro ainda criticou a posição das entidades médicas, que têm sido muito enfáticas na rejeição à proposta de trazer médicos sem passar pela revalidação nacional dos diplomas. Padilha defendeu um "diálogo que seja respeitoso, que não seja agressivo e venha cheio de adjetivos".
 

continua após publicidade