Geral

Brasileiros-Turquia - (Atualizada)

Da Redação ·

Embaixada busca brasileiros em hospitais turcos após queda de balão




SÃO PAULO, SP, 20 de maio (Folhapress) - Uma equipe de funcionários da Embaixada do Brasil na Turquia chegou no começo da tarde de hoje (horário de Brasília) na região da Capadócia para dar assistência às vítimas brasileiras de um acidente com dois balões que se chocaram. Os funcionários da embaixada visitam os hospitais em busca de feridos.

Uma turista do Brasil, de 71 anos, morreu no acidente. Inicialmente, a informação é que há cinco brasileiros feridos.

O governador de Nevsehir, Abdurrahman Savas, informou que entre as vítimas estão brasileiros, argentinos e espanhóis. O governador, porém, disse que as duas vítimas que morreram tinham 71 e 65 anos. "Muitos feridos têm fraturas", disse Savas.

De acordo com a agência de notícias AP, muitos tiveram ossos fraturados e estavam sendo tratados no hospital em Nevsehir. "Infelizmente uma pessoa morreu no acidente e outras 24 ficaram feridas", declarou Hasan Unver, prefeito de Nevsehir, a principal cidade da região turística da Capadócia.

O acidente envolveu dois balões de ar quente na Capadócia. Um deles se chocou com o cesto do outro balão e caiu quando sobrevoava as formações rochosas na região. O acidente ocorreu por volta das 6h (horário local).

Existem suspeitas de que uma segunda brasileira também tenha morrido. O Ministério das Relações Exteriores, Itamaraty, porém não confirma a segunda morte. A bordo dos balões havia passageiros de várias nacionalidades. O local do acidente fica a cerca de 300 km de Ancara, a capital turca.

O passeio de balão é um dos mais escolhidos por turistas. Para meia hora de passeio, é preciso desembolsar cerca de US$ 250 (aproximadamente R$ 500) por pessoa. A vista é considerada um cartão-postal aéreo: é possível ver um céu claro e de um azul límpido e as cavernas.

A Capadócia é uma região de paisagem e pouco habitada, mas muito visitada por turistas estrangeiros.

O balonismo é uma atividade com popularidade crescente na Turquia, especialmente na Capadócia. O acidente de hoje ocorreu cerca de três meses depois de um balão de ar quente ter explodido em Luxor, no Egito, matando 19 pessoas. Em 2009, um turista britânico morreu e outras nove pessoas ficaram feridas com a batida de dois balões.
 

continua após publicidade