Geral

Após tornado matar dois em Oklahoma, chuvas fortes atingem região central

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 20 de maio (Folhapress) - Meteorologistas preveem mais tempestades hoje na região central dos EUA, com possibilidade de granizo, chuvas fortes e tornados. Ontem, quatro Estados foram atingidos por tornados e chuvas de granizo, incluindo Oklahoma, onde duas pessoas morreram. Em Shawnee, na região de Oklahoma City, um tornado com cerca de 800 metros de diâmetro destruiu casas e estabelecimentos comerciais. Segundo a porta-voz do Instituto Médico-Legal do Estado, Amy Elliot, Glen Irish, 79, e Billy Hutchinson, 76, morreram após o trailer em que estavam ser destruído com a tempestade. Além do tornado que atingiu Oklahoma City, cerca de dez outros tornados foram vistos em outras partes do Estado e também em Iowa, Kansas e Illinois. Houve também precipitação de granizo -com pedras de gelo até do tamanho de um punho- na faixa que vai da Geórgia e Minnesota. O Serviço Nacional de Meteorologia disse que novas tempestades são esperadas para a região de Ozarks e para o médio vale do Mississippi, sendo que o risco é maior no noroeste de Arkansas, sudeste do Kansas, sul do Missouri, a maior parte de Oklahoma e o norte do Texas. Segundo os meteorologistas, a umidade da atmosfera se juntará a ventos fortes, causando chuvas intensas de granizo e a possibilidade de tornados. Por causa das tempestades, a governadora do Oklahoma, Mary Fallin, declarou estado de emergência em 16 condados. Alerta Por volta de 18h de ontem, o Serviço Nacional de Meteorologia divulgou pelo Twitter um alerta excepcionalmente firme sobre as condições do tempo numa cidade vizinha a Oklahoma City. "Grande tornado a oeste de Pink! Protejam-se imeditamente em Pink! Não esperem! Você pode ser morto se não estiver no subsolo ou num abrigo antitornados. Completa destruição de bairros, empresas e veículos irá ocorrer. Destroços voadores serão letais para pessoas e animais." Pat Slattery, porta-voz do Serviço Nacional de Meteorologia na região central dos EUA, disse que o alerta foi parte de um novo sistema de avisos que está sendo testado depois de um violento tornado que matou 158.  

continua após publicidade