Geral

Balanço aponta seis esfaqueados e quatro baleados

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 19 de maio (Folhapress) - A Prefeitura de São Paulo divulgou hoje em entrevista coletiva no final da tarde o saldo da violência na Virada Cultural, que teve 28 presos (17 em flagrante, entre os quais nove adolescentes), duas armas confiscadas (uma delas falsa), e 260 remoções pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

"O horário crítico foi das 2h30 às 5h", disse o prefeito Fernando Haddad. "Houve mais ocorrências do que se esperava. Mas normal por trazer 4 milhões de pessoas para um bairro."

Duas pessoas morreram na Virada Cultural deste ano -uma por overdose e a outra estava entre as quatro que foram baleadas no evento este ano. A Prefeitura contabilizou também seis pessoas esfaqueadas.

Ainda não há informações detalhadas sobre o atual estado de saúde delas.

Adolescentes

Um grupo de sete adolescentes foi apreendido na madrugada sob suspeita de praticar arrastões no centro de São Paulo, durante a Virada Cultural.

Segundo as vítimas, os menores ameaçavam as pessoas com canivetes para tomar seus pertences. Com eles também foi encontrada uma arma de fogo.

Dois adolescentes foram detidos na plataforma da estação São Bento, no sentido Jabaquara, com dois canivetes e a arma de fogo. Com eles foram encontrados vinte bonés de marca, celulares e dinheiro.

Eles também carregavam nove frascos de lança-perfume, que foram encaminhados para análise.

Na linha amarela da estação da Luz, também no centro de São Paulo, outros três adolescentes foram apreendidos por volta das 4h com canivetes e navalhas. Eles também estavam com celulares e dinheiro.

Mais dois menores do grupo também foram localizados na estação da Luz. Todos os infratores foram reconhecidos como autores dos roubos por vítimas.

Segundo a polícia, os adolescentes combinaram as ações pelo site de relacionamentos Facebook e agiram em grupos separados.

O caso foi registrado na 5ª Delpom (Delegacia de Polícia do Metropolitano) e será encaminhada para o Juizado Especial Criminal (Jecrim).
 

continua após publicidade