Geral

Manifestações fecham vias e complicam o trânsito no centro da cidade

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 17 de maio (Folhapress) - Duas manifestações complicam o trânsito da região central de São Paulo na tarde de hoje. Por volta das 16h, havia protestos promovidos pelos professores municipais, que já estão em greve desde o dia 3, e por estudantes da Unesp (Universidade Estadual Paulista). Os professores municipais estavam reunidos no viaduto do Chá, em frente a prefeitura, e provocavam interdição total da via. Ao todo, havia cerca de 2 mil pessoas protestando por reajuste salarial e melhores condições de trabalhos. O movimento era pacífico, de acordo com a Polícia Militar. Já os estudantes da Unesp fechavam totalmente a rua Quirino de Andrade, na altura da Consolação, na frente da reitoria da universidade. Segundo a assessoria da Unesp, alunos de diversos campus vieram até a capital paulista para entregar uma lista de reivindicações para a reitoria. A Unesp afirmou, em nota, que uma comissão de estudantes será recebida pelo chefe de gabinete e pelo pró-reitor de administração. Eles devem "discutir questões relacionadas a manifestações e paralisações estudantis ocorridas nas últimas semanas". A universidade afirmou ainda que "a reitoria dará o devido encaminhamento à pauta de reivindicações dos alunos para que decisões futuras sejam tomadas". Apesar das interdições, a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) não tinha nenhum desvio montado. O trânsito na cidade estava dentro da média, com 89 km de filas, o que corresponde a 10,2% dos 868 km de vias monitoradas. A média do horário é de 11,6%.  

continua após publicidade