Geral

Dupla explosão em mesquita sunita mata ao menos 43

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 17 de maio (Folhapress) - Pelo menos 43 pessoas morreram hoje em uma dupla explosão em frente a uma mesquita sunita de Baquba, a 50 km de Bagdá, no Iraque. O atentado, que aconteceu na saída das orações do dia sagrado do islamismo, é mais uma ação dentro do conflito sectário iraquiano.

Segundo as autoridades locais, outras 60 pessoas ficaram feridas no ataque duplo, que começou com uma primeira explosão de um primeiro carro-bomba contra o templo. Fiéis e moradores da região tentavam socorrer as vítimas quando um segundo artefato foi detonado.

As duas explosões fizeram com que os corpos das vítimas fossem arremessados para a rua. Horas depois, mais oito pessoas morreram e 25 ficaram feridas em outra explosão em funeral de um sunita em Madain, ao sul de Bagdá.

Nenhuma entidade reivindicou a duas ações ocorridas contra os sunitas, mas a principal suspeita se volta para grupos radicais xiitas. Os ataques acontecem após dois dias de explosões intensas contra alvos xiitas, que deixaram ao menos 56 mortos em diversas partes do país.

Ontem, o primeiro-ministro do Iraque, Nouri al-Maliki, disse que os atentados se devem ao conflito religioso entre sunitas, xiitas e curdos.

"Nós precisamos saber que o banho de sangue de hoje é resultado do ódio religioso e também a incitação a essas tensões sectárias. Esse tipo de comportamento pode estar vindo de dentro ou de fora do país", disse o chefe de governo, em pronunciamento na televisão estatal.

 

continua após publicidade