Geral

Israel fecha mesquita de Jerusalém a não muçulmanos

Da Redação ·





Por Diogo Bercito

JERUSALÉM, ISRAEL, 16 de maio (Folhapress) - Após uma série de conflitos durante o dia da Nakba, que marca para os palestinos a criação do Estado de Israel, a polícia israelense suspendeu hoje a visita de não muçulmanos à Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém.

Segundo o porta-voz Micky Rosenfeld, ouvido pela agência de notícias AFP, a medida tem como objetivo impedir novos incidentes.

Os palestinos realizaram manifestações por todo o país ontem, como maneira de protesto pela Nakba (catástrofe) - a formação de Israel em 1948, quando 760 mil palestinos foram deslocados.

A Esplanada das Mesquitas é o local de construção da mesquita de Al-Aqsa, a terceira mais sagrada para o islamismo, além do Domo da Rocha, construção islâmica do século 7. Essa localização é sagrada também ao judaísmo.

A reportagem esteve hoje no Portão de Damasco, entrada da Cidade Antiga de Jerusalém em que costumam ocorrer os confrontos. A reportagem também esteve em Nablus e Ramallah, na Cisjordânia. Não havia manifestações nesses locais.
 

continua após publicidade