Geral

Após cirurgias, universitário baleado continua na UTI em estado grave

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 15 de maio (Folhapress) - O universitário Bruno Pedroso Ribeiro, 23, permanece internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas, na tarde de hoje. Ele levou um tiro no pescoço na noite de ontem durante um assalto em Perdizes, na zona oeste de São Paulo. Segundo a assessoria do hospital, Ribeiro, que é estudante de relações internacionais na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), passou por duas cirurgias entre a madrugada e a manhã de hoje em decorrência do ferimento. Ele foi ferido por volta das 20h30 de ontem após ser abordado em uma tentativa de assalto na rua João Ramalho. Testemunhas disseram que o jovem não reagiu e entregou o celular ao ladrão. Mesmo assim, o bandido atirou e fugiu em uma moto.

continua após publicidade
confira também

Um porteiro de um prédio que presenciou o crime disse que viu o criminoso estacionando a moto e que deixou o veículo ligado para facilitar a fuga. O porteiro disse que não viu nenhum outro criminoso no local. Noite violenta Um outro assalto ocorreu na noite de ontem, por volta das 23h50, na rua Arthur de Azevedo, em Pinheiros, também na zona oeste da capital paulista. Ediomario dos Reis Silva, 22, foi abordado por duas pessoas em uma moto. Após assaltar a vítima, um dos criminosos atirou e acertou a cabeça e as costas do jovem, que não resistiu aos ferimentos. O pai da vítima disse à polícia que Silva não tinha antecedentes criminais e que era um "homem trabalhador". Ele estava de uniforme quando foi assassinado. Segundo a polícia, ele tinha saído da padaria onde trabalhava como balconista. A vítima seguia para estação de metrô Pinheiros quando foi abordada. confira tambémA polícia solicitará imagens de câmeras de segurança da rua para ajudar nas investigações.