Geral

Em 24 h, MEC recebe 800 mil inscrições para o Enem

Da Redação ·
Em 24 h, MEC recebe 800 mil inscrições para o Enem
fonte: Tribuna do Norte
Em 24 h, MEC recebe 800 mil inscrições para o Enem

SÃO PAULO, SP, 14 de maio (Folhapress) - Em 24 horas, o MEC (Ministério da Educação) recebeu cerca de 800 mil inscrições para a edição 2013 do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). As inscrições começaram às 10h de hoje e devem ser feitas até o dia 27 desde mês no site do Inep (órgão responsável pelo exame).

A expectativa do MEC é que até 6,1 milhões de estudantes se inscrevam no exame -o que representaria um crescimento de 5% em relação ao ano passado.

A taxa de inscrição de de R$ 35 deve ser paga até o dia 29 deste mês. A partir deste ano, contudo, ficarão isentos do pagamento os participantes que tiverem uma renda familiar per capita mensal menor ou igual a 1,5 salário mínimo. Estudantes no último ano do ensino médio em escolas públicas também terão direito ao benefício.

As provas serão aplicadas nos dias 26 e 27 de outubro, a partir das 13 horas. Os portões, porém, serão abertos às 12h. O resultado no exame permite ao candidato a participação no Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que oferece vagas em instituições públicas de educação superior.

O MEC destaca também que uma boa avaliação no Enem é requisito para participação do estudante nos programas ProUni (Universidade para Todos) e Ciência sem Fronteiras e para receber o benefício do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil).

Redação

Neste ano, serão anuladas redações que fugirem do tema ou contenham desenhos e textos desconexos com o assunto proposto. Também haverá restrição na aceitação de erros gramaticais.

Deboches em redações no Enem em 2012 suscitaram discussões no Inep (órgão ligado ao MEC responsável pelo Enem) sobre mudanças nas correções. Um dos participantes incluiu uma receita de miojo em um parágrafo, e outro inseriu um trecho do hino do Palmeiras.

A partir deste ano, a diferença entre as notas dadas por dois corretores não pode ultrapassar cem pontos --em 2012, o limite era 200. Caso haja essa discrepância, o texto será lido por um terceiro corretor, que deve receber uma de cada três redações, segundo a expectativa do presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa.
 

continua após publicidade