Geral

Desaparecida há 3 dias, menino sobrevive no meio de mata

Da Redação ·

Por Stela Masson UBERLÂNDIA, MG, 13 de maio (Folhapress) - Depois de ter ficado desaparecida por mais de três dias, uma criança de um ano de dez meses foi localizada no meio de uma mata de uma fazenda de Araguari (568 km de Belo Horizonte). Pablo Lucas Pereira dos Santos foi achado na manhã de hoje pelo produtor rural Antônio Fernandes Carrijo, 63, vizinho da propriedade onde mora a criança, na cidade do Triângulo Mineiro. O menino, desaparecido desde a última quinta-feira, estava numa grota (depressão) da fazenda Macaúba, em área de difícil acesso, a cerca de 500 metros de onde desapareceu. O local já havia sido vasculhado pela Polícia Militar com cães farejadores, bombeiros e exército, sem resultado nas buscas. "Deve ter sido instinto de sobrevivência ela ter entrado naquela fenda, pois as noites têm sido muito frias nesta região, especialmente nas matas", disse o tenente Silvio Monteiro Tabaco, da PM de Araguari, que foi acionado por Carrijo para fazer o resgate do bebê. O produtor rural contou que estranhou o comportamentos de seus cães, que latiam e corriam para um trecho de difícil acesso, onde estava a criança. Ao se aproximar, viu o pequeno Pablo imóvel num pequeno buraco. O menino é filho de um casal de funcionários de uma fazenda de Araguari. Antes de desaparecer, Pablo estava próximo a seus pais quando se afastou sem que eles notassem. A mãe, Ana Patrícia dos Santos Lucena, lavava roupas, e o pai, Cícero Paulo Pereira de Souza, estava no curral, a poucos metros da casa, cuidando da criação. Ao se darem conta de que ela se afastara de ambos, saíram à procura e não a encontraram em toda a propriedade, que fica a cerca de 10 km do centro de Araguari. Durante todo o tempo em que ficou desaparecido, o menino foi procurado, seus rastros chegaram a ser localizados perto da porteira que fica entre um cafezal e outras fazendas, mas só na manhã de hoje foi localizado. Encaminhado ao pronto-socorro municipal de Araguari, Pablo apresentava desidratação e hipotermia, mas estava lúcido e não tinha nenhum sinal de ter sofrido violência física. Estava com as mesmas roupas desde quinta-feira. Como foi achado próximo a uma nascente, o menino deve ter tomado ao menos um pouco de água, suficiente para mantê-lo vivo durante esse período. Considerado muito ativo e esperto para a pouca idade, Pablo deverá ter alta ainda hoje, segundo o médico Sérgio de Abreu que o atende.  

continua após publicidade