Geral

Cabul convoca embaixador do Irã por morte de 10 imigrantes

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 12 de maio (Folhapress) - O Afeganistão convocou hoje o embaixador do Irã em protesto pela morte de 10 imigrantes clandestinos afegãos que foram mortos, segundo Cabul, por guardas iranianos situados na fronteira. Um grupo de 200 pessoas tentava entrar em território iraniano na madrugada de sábado quando "os guardas iranianos abriram fogo", afirmou o porta-voz do ministério do Interior, Sediq Sediqqi. "Em nenhum lugar do mundo se mata imigrantes clandestinos. É contrário a todas as leis internacionais, aos direitos humanos e aos princípios do islã. Condenamos firmemente este ato", acrescentou. Até o momento, a embaixada do Irã em Cabul não havia sido localizada para comentar os incidentes. "O governo afegão convocou o embaixador para protestar energicamente contra a morte de afegãos desarmados, que entraram em território iraniano em busca de trabalho", declarou o ministério das Relações Exteriores afegão em um comunicado. Incidentes são frequentes na fronteira entre Afeganistão e Irã. Diariamente, afegãos atravessam de maneira ilegal para traficar ou porque esperam arranjar um emprego no país vizinho. Em dezembro, manifestantes afegãos tentaram atacar o consulado iraniano em Herat (oeste) para protestar pela morte de 13 imigrantes na fronteira.  

continua após publicidade