Geral

Guerra civil já deixou ao menos 82 mil mortos, diz ONG

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 12 de maio (Folhapress) - A guerra civil na Síria deixou ao menos 82 mil pessoas mortas e outras 12,5 mil desaparecidas em pouco mais de dois anos de conflitos. O balanço foi divulgado hoje pela ONG Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A maioria das vítimas foi morta por soldados e milícias leais ao presidente Bashar al-Assad e acredita-se que a maioria dos desaparecidos foi detida pela polícia secreta do governo e outros apoiadores, disse o grupo de monitoramento da oposição.

"A vasta maioria das vítimas civis foi morta pelo regime. Assassinatos em prisões não-oficiais são comuns, e as condições em que os prisioneiros são mantidos são horríveis", disse Rami Abdulrahman, presidente do Observatório.

O Observatório, estabelecido por Abdulrahman no Reino Unido sete anos atrás, disse que 4.788 crianças estavam entre os 34.473 civis mortos. Outros 12.916 combatentes contra Assad foram mortos, junto com 1.924 desertores do exército, disse o órgão.

Do lado dos leais ao presidente, 16.729 soldados e 12 mil homens da milícia e informantes foram assassinados.

"Os números que temos são das mortes documentadas", disse Abdulrahman. "Nós estimamos que o número total de pessoas mortas desde a revolta ultrapasse 120 mil."
 

continua após publicidade