Geral

Irmãos de algoz de Cleveland afirma que não sabiam sobre crimes

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 12 de maio (Folhapress) - Em uma entrevista exclusiva à emissora americana CNN, os dois irmãos de Ariel Castro, suspeito de sequestrar três mulheres e mantê-las reféns por mais de dez anos, em Cleveland, disseram que não sabiam nada sobre os crimes pelos quais o irmão é acusado. "Em um minuto eu teria ligado para a polícia, porque isso não é certo", disse Pedro Castro, 54. "Eu nunca nem pensaria em algo assim", afirmou Olin Castro, 50. Ariel Castro, 52, enfrenta acusações de estupro e sequestro. Ele manteve Amanda Berry, Gina DeJesus e Michelle Knight em cativeiro por mais de dez anos e, segundo a polícia, estuprou as mulheres. O caso foi descoberto quando Berry conseguiu fugir da casa, pedir socorro à vizinhos e chamar a polícia. Junto com as três também foi encontrada uma menina de seis anos, filha de Berry com o sequestrador. Pedro e Onil Castro ficaram sob custódia das autoridades quando Ariel Castro foi preso, mas foram liberados pois não foram encontradas evidências de que eles estavam relacionados com os crimes.  

continua após publicidade