Geral

Vias congestionadas da capital terão corredor de ônibus

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 9 de abril (Folhapress) - A Prefeitura de São Paulo anunciou hoje as avenidas que receberão os primeiros corredores de ônibus planejados pela gestão Fernando Haddad (PT). As vias exclusivas serão implantadas nas zonas sul e leste, em vias congestionadas como a 23 de Maio, Bandeirantes, Celso Garcia e Radial Leste. Ao todo, o plano é entregar 147 km de corredores e 12 terminais de ônibus até o primeiro semestre de 2016.

As informações que vão embasar os projetos das obras foram apresentados hoje em audiência pública pela Secretaria Municipal de Transportes.

A ideia é que os corredores sejam implantados preferencialmente à esquerda, com faixa de ultrapassagem e paradas a cada 500 metros. A secretaria também pretende construir ciclovias, implantar a cobrança de passagem na plataforma -para agilizar o embarque dos passageiros- e enterrar a fiação elétrica nos novos corredores.

Também serão feitas obras como túneis e viadutos, mas os locais ainda estão em estudo. Outra proposta é equipar os semáforos dos novos corredores para priorizar o tráfego dos ônibus.

De acordo com o secretário Jilmar Tatto, em algumas avenidas haverá a desapropriação de lotes de imóveis. O objetivo é alargar os corredores e promover uma requalificação urbanística da área. A ideia é que os espaços não utilizados sejam revendidos à iniciativa privada para a construção de empreendimentos imobiliários e comerciais -o dinheiro seria usado para bancar as próprias desapropriações.

Questionado sobre os impactos que as obras e os corredores devem causar no tráfego dos carros, Tatto disse que a prioridade da gestão é o transporte público.

"Com mais velocidade, mais qualidade, nossa expectativa é que as pessoas deixem o carro e migrem para o transporte público", afirmou.

Ao todo, os corredores devem custar R$ 6,1 bilhões. O cronograma previsto é que os projetos sejam concluídos até setembro e a licitação das obras até o fim do ano, para que elas comecem já no início de 2014.

Na campanha, Haddad prometeu construir 150 km de corredores de ônibus. Além dos 147 km apresentados hoje, outros 66 km planejados pela gestão Gilberto Kassab (PSD) já tiveram a licitação concluída e as obras devem começar nos próximos meses.
 

continua após publicidade