Geral

Bombardeio da Otan mata 11 crianças e uma mulher

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 7 de abril (Folhapress) - Pelo menos 12 civis morreram hoje após um bombardeio da Otan na Província de Kunar, no leste do Afeganistão, em uma ação que matou seis rebeldes do grupo insurgente Taleban. Segundo o governo afegão, os civis mortos eram 11 crianças e uma mulher.

Segundo o porta-voz da Província de Kunar, Wasefullah Wasefi, a mulher e as crianças morreram após o teto da casa em que estavam desabar, como consequência do ataque da Otan. Ele diz que outras casas de civis foram atingidas na ação.

Em comunicado, o Ministério do Interior afegão confirmou o ataque aéreo e a morte de dois integrantes da liderança regional do Taleban, mas não informou sobre a morte de civis. O porta-voz do comando das forças ocidentais, Luca Carniel, disse que a Otan verifica se houve realmente vítimas civis.

O representante das tropas da coalizão afirmou que a ação foi feita a partir do comando da Otan, sem ser comunicada aos afegãos. Segundo a agência de notícias Reuters, os corpos das crianças foram levados ao escritório do chefe do distrito de Shigal, onde ocorreu o incidente.

As mortes de civis em ações da Otan são um dos principais pontos de atrito entre as tropas estrangeiras e o governo de Hamid Karzai. Em fevereiro, o presidente emitiu uma ordem que proibia o Exército de solicitar assistência aérea às forças internacionais durante ofensivas militares em zonas habitadas.

No final de março, um bombardeio da Otan causou a morte dois civis afegãos e feriu outros sete na província central de Ghazni. A Otan deve sair do país até o fim de 2014, mas a violência no país aumenta nos últimos anos.
 

continua após publicidade