Geral

Três PMs são afastados após estudante ser morto por engano

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 5 de abril (Folhapress) - Três policiais militares foram afastados ontem das funções após um estudante universitário ser baleado e morto por engano na BR-070, no Distrito Federal. Segundo a Polícia Militar, os PMs permanecerão fazendo apenas serviços administrativos enquanto o inquérito estiver em andamento.

O crime ocorreu na noite da última quarta-feira após os policiais serem informados sobre um suposto sequestro relâmpago envolvendo um Fiat Uno vermelho. Segundo a polícia, o carro das vítimas tinha características semelhantes e, por isso, os PMs teriam tentado abordá-lo e fizeram um disparo de alerta.

O tiro atingiu o universitário José Chaves Alves Pereira na cabeça. Ele foi encaminhado para o Hospital de Base, mas não resistiu e morreu. A jovem que estava com ele também foi atingida de raspão pelo mesmo tiro. Ela chegou a ser hospitalizada, mas passa bem. Uma terceira pessoa estava no carro e não teve ferimentos.

Segundo a PM, foi aberto um inquérito policial militar e um outro pela Polícia Civil para apurar o caso. As armas usadas pelos três policiais na noite do crime foram apreendidas e serão periciadas. O inquérito do caso deve ser concluído em 40 dias.
 

continua após publicidade