Geral

Obama volta a defender união gay, em discussão na Suprema Corte

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 30 de março (Folhapress) - O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou que há uma "base sólida" na Constituição do país para que a Suprema Corte decida que casais homossexuais tenham os mesmos direitos que os heterossexuais.

As declarações foram feitas à emissora Univisión e divulgadas pelo jornal "Wall Street Journal".

"Eu costumava lecionar direito constitucional e acho que há certamente uma sólida base para determinar que, de fato, nesta época, dado o que sabemos, dadas as mudanças que foram implementadas nos Estados deste país, casais do mesmo sexo deveriam ser tratados justamente e ter os mesmos benefícios de homens e mulheres casados", afirmou o presidente.

Essa é uma das poucas vezes que o mandatário americano, que os republicanos têm acusado de ser um antigo professor de direito desatualizado, dá uma declaração envolvendo a época em que era professor de direito na Universidade de Chicago.

Os comentários de Obama acontecem após o início de discussões na Suprema Corte sobre o casamento gay.

Parte da Suprema Corte se mostrou relutante sobre fazer mudanças nos direitos dos homossexuais e, inclusive, apresentou questionamentos sobre se o caso pertencia ao tribunal.

Obama afirmou que considera "apropriado que a Corte pese esta questão". Ele disse ver mudança na opinião pública sobre o tema.
 

continua após publicidade