Geral

Exército fará ponte móvel para atender moradores ilhados de Angra

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 25 de março (Folhapress) - A Prefeitura de Angra dos Reis e o Ministério da Justiça estão acertando os últimos detalhes para a instalação de uma ponte móvel do Exército no local onde, no último sábado, caiu uma ponte por causa das chuvas. Cerca de 3.000 moradores estão praticamente ilhados no bairro da Banqueta. Uma passagem provisória para pedestres construída em cima dos escombros da ponte impediu o isolamento total da população, informou a Defesa Civil de Angra dos Reis. Os moradores, porém, ainda enfrentam dificuldades para se locomoverem. A ponte da Banqueta já havia cedido parcialmente nas chuvas da semana anterior e já não passavam veículos, informou a Defesa Civil. Não houve vítimas. Segundo a Defesa Civil, o carro consegue ir até uma das pontas onde era a ponte e pela passagem improvisada atravessa as compras, por exemplo. Ainda de acordo com a Defesa Civil, como é uma emergência, a instalação da ponte móvel não deve demorar. No Ministério da Justiça ainda não há previsão de quando a ponte será instalada. A ponte tem estrutura metálica e geralmente é instalada pelo Exército em situações de emergência. A Defesa Civil de Angra registrou ainda outros pontos de alagamentos, árvores caídas, estradas fechadas, e alguns deslizamentos no final de semana por conta das fortes chuvas. Cerca de 30 pessoas chegaram a ficar desalojadas no bairro do Bracui, mas já retornaram às suas casas, informou a Defesa Civil.  

continua após publicidade