Geral

Jardins tem segundo arrastão a prédio em menos de 24 horas

Da Redação ·
Imagem ilustrativa da notícia Jardins tem segundo arrastão a prédio em menos de 24 horas
fonte: divulgação
Jardins tem segundo arrastão a prédio em menos de 24 horas

SÃO PAULO, SP, 22 de março (Folhapress) - Ao menos oito homens armados fizeram um arrastão em um prédio, no Jardim Paulista, por volta das 18h30 de ontem. Este é o segundo arrastão registrado em menos de 24 horas na região dos Jardins. Segundo a Polícia Militar, a quadrilha usou um carro com a placa clonada para invadir o prédio de nove andares na avenida Brigadeiro Luís Antônio. Eles renderam o porteiro e permitiram a entrada de outros três carros com o restante da quadrilha.

Os ladrões fugiram levando relógios, celulares, dinheiro e eletrodomésticos de moradores de ao menos quatro apartamentos. Na fuga, eles abandonaram um carro na garagem do edifício. A PM fez buscas na região, mas nenhum suspeito foi preso.

O caso foi registrado no 78º Distrito Policial, nos Jardins, e será investigado pela 4ª Patrimônio (Delegacia de Investigações Sobre Roubos a Condomínios) do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

Outros Casos

Na noite de sábado, outro condomínio foi alvo de um arrastão na alameda Jaú, na região dos Jardins, zona oeste de São Paulo. Na ação, foram roubados dez dos 12 apartamentos (cada andar tem um único apartamento) do prédio.

Para entrar no local, por volta das 20h, os bandidos utilizaram um carro -Honda Fit- com placa clonada de um dos moradores. Após render o porteiro, o grupo permitiu a entrada de mais comparsas em outro carro. Um terceiro veículo, segundo a polícia, ficou do lado de fora dando cobertura.

Um dos moradores, surpreendido na garagem, foi usado pela quadrilha para render o zelador. Foi para o apartamento desse funcionário que todos os reféns foram levados.

Eles ficaram num dos cômodos e, de lá, um morador de cada vez era levado para abrir o apartamento para ser vasculhado. Quando a varredura terminava, o morador era devolvido ao grupo de reféns e outra vítima era escolhida para abrir sua casa. Por volta das 23h30, os criminosos fugiram.

Ao todo, foram roubados cartões bancários, bolsas, documentos, joias, celulares, relógios de pulso e uma quantia de pelo menos R$ 10.500, sendo U$ 1.150 (cerca de R$ 2.300), 2.000 euros (cerca de R$ 5.230) e R$ 3.000.

De acordo com a polícia, nenhum morador foi agredido ou amarrado durante a ação.

No dia 1º de março, cinco homens usaram uniformes da Polícia Federal para assaltar um condomínio na Liberdade, no centro de São Paulo. Um zelador e moradores foram feitos reféns. Foram roubados celulares e uma quantia em dinheiro não informada. O bando levou os computadores com imagens das câmeras de segurança. Ninguém foi preso.

2012

No ano passado, ao menos 17 casos foram registrados pela Polícia Civil, a maioria deles na zona oeste e região central de São Paulo. No dia 10 de setembro, bandidos aproveitaram o feriado prolongado para roubar um prédio de alto padrão, na zona leste da capital. O porteiro autorizou a entrada de uma integrante da quadrilha, que dirigia um carro igual ao de uma moradora. Oito homens em dois veículos entraram na sequência, armados com pistolas e fuzis. Três das 12 unidades foram roubadas.
 

continua após publicidade