Geral

Inep quer mudar regras para punir redações com deboche no Enem

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 21 de março (Folhapress) - O Inep, órgão responsável pelo Enem, deve mudar o próximo edital do exame para garantir que textos com algum tipo de "inserção indevida" recebam nota zero.

É o caso, por exemplo, da redação que incluiu uma receita de miojo em um dos parágrafos do texto, revelado nesta semana pelo jornal "O Globo". O estudante que inseriu trecho do hino do Palmeiras também seria atingido por essa regra.

"Em respeito ao participante sério, é um tema que não pode ser desprezado. Qualquer inserção que seja por deboche ou desrespeito tem que [estar previsto] no edital que seja dado zero", disse hoje Luiz Cláudio Costa, presidente do Inep.

O tema será discutido com comissão técnica responsável por elaborar o edital do próximo Enem - a previsão é de que ele seja publicado em maio. Cerca de 300 redações, de um universo de 4,1 milhões, apresentaram algum tipo de "inserção indevida".

"Eles [corretores] não poderiam dar zero de acordo com o edital, mas os textos foram fortemente penalizados", disse Costa. O texto que incluiu receita de miojo obteve nota 560; o aluno que incluiu trecho de hino de futebol recebeu 500.

A mudança no edital, segundo Costa, tem objetivo de penalizar os candidatos que querem "tumultuar o sistema".
 

continua após publicidade