Geral

Dilma vai à missa inaugural do papa Francisco

Da Redação ·
Dilma vê a escolha do cardeal italiano Jorge Bergoglio como uma maneira de reaproximar o governo brasileiro da Igreja Católica
fonte: Blog do jornalista Fábio Campana
Dilma vê a escolha do cardeal italiano Jorge Bergoglio como uma maneira de reaproximar o governo brasileiro da Igreja Católica

BRASÍLIA, DF, 14 de março (Folhapress) - A presidente Dilma Rousseff aceitou convite recebido hoje para comparecer à missa que vai inaugurar o pontificado do papa Francisco, na próxima terça-feira, dia 19.

No domingo, o novo papa vai conduzir a cerimônia do Angelus, na Praça de São Pedro, no Vaticano. No entanto, a primeira missa aberta a fiéis vai coincidir com o dia de são José.

Dilma vê a escolha do cardeal Jorge Bergoglio como uma maneira de reaproximar o governo brasileiro da Igreja Católica, após embates com a CNBB e uma declaração do papa anterior instando os bispos a fazerem "luta política"" contra o aborto, na campanha de 2010.

Na quarta, a Presidência da República emitiu nota parabenizando Bergoglio e a população argentina pela escolha do primeiro papa latino-americano. "É com expectativa que os fiéis aguardam a vinda do papa ao Rio de Janeiro para a Jornada Mundial da Juventude, em julho", disse Dilma.
 

continua após publicidade