Geral

Cuba perdeu "seu melhor amigo", diz Fidel

Da Redação ·
Cuba perdeu
fonte: Agências
Cuba perdeu

SÃO PAULO, SP, 11 de março (Folhapress) - O líder cubano Fidel Castro disse hoje que a morte do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, foi a perda do "melhor amigo que o povo cubano teve em toda a sua história". Com a saúde frágil, Fidel não foi ao velório do aliado político.

Chávez morreu na terça passada, após um infarto causado pelas complicações decorrentes de um câncer na região pélvica. Ele está sendo velado desde quarta na Academia Militar de Caracas. Seu corpo será embalsamado e exposto em um museu, a ser criado em um bairro da capital venezuelana.

Em suas reflexões semanais, o ex-ditador disse que a notícia foi um baque para ele e o país, mesmo sabendo do estado crítico de saúde do venezuelano, e lembrou uma das brincadeiras feitas por Chávez sobre a morte durante sua estada em Cuba.

continua após publicidade
confira também

"Lembrei das vezes que brincou comigo dizendo que, quando concluíssemos nossa tarefa revolucionária, me convidaria para passear pelo rio Arauca no território venezuelano, que lhe fazia lembrar o descanso que nunca teve."

Fidel disse sentir orgulho de ter compartilhado "ideais de justiça social e de apoio aos mais explorados" e citou uma frase do cubano José Martí sobre a Venezuela. "Que a Venezuela me diga em que posso servi-la: para ela, sou um filho"

O cubano finalizou a coluna em homenagem a Chávez parafraseando o argentino Ernesto "Che" Guevara, que participou da Revolução Cubana. "Até a vitória sempre, inesquecível amigo!".

O governo de Hugo Chávez era o principal aliado político e econômico do regime cubano. Além de apoiar a ditadura dos irmãos Castro, o venezuelano enviava ajuda financeira e petróleo à ilha comunista, submetida ao embargo econômico imposto pelos Estados Unidos na década de 1960.