Geral

Confronto entre sindicalistas deixa 13 feridos em mina sul-africana

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 18 de fevereiro (Folhapress) - Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas hoje após seguranças abrirem fogo para dispersar um confronto de sindicalistas em uma mina da empresa Anglo American Platinum na região de Rustenburg, na África do Sul.

A mina está na mesma região onde 50 pessoas morreram em outubro, em confrontos com seguranças e policiais causados por greves violentas e disputas entre membros de sindicatos rivais. Em janeiro, a proprietária da jazida anunciou a demissão de 14 mil operários, o que provocou a ira dos mineiros.

Segundo a polícia, os ferimentos foram provocados por balas de borracha e cassetetes usados pelos seguranças para controlar o protesto. Os agentes da controladora da mina tentavam conter uma briga entre dois sindicatos rivais.

A União Nacional de Mineiros e a Associação de Mineiros e da Construção tentavam ter acesso aos escritórios da Anglo American. Os agentes afirmam que não conseguiram determinar ainda quem começou os protestos violentos.

As associações culpam uma a outra pelo início da violência. A empresa confirmou a ação, mas disse que só nove funcionários foram atingidos. Os feridos foram encaminhados a hospitais da região.
 

continua após publicidade