Geral

Cultura-Notas 2

Da Redação ·

Na corrida pelo Oscar, "Argo" vence prêmio de Sindicato dos Roteiristas SÃO PAULO, SP, 18 de fevereiro (Folhapress) - O filme "Argo", de Ben Affleck, conquistou mais um prêmio na noite de ontem, ao vencer a categoria de roteiro adaptado na premiação do Sindicato dos Roteiristas dos Estados Unidos (WGA), uma semana antes do Oscar. "A Hora Mais Escura" foi o vencedor na categoria roteiro original do prêmio do WGA. Na categoria documentário, o vencedor foi "Searching for the Sugar Man". Os principais prêmios nas categorias de televisão ficaram com "Breaking Bad" (série dramática), "Louie" (série de comédia) e "Girls" (série estreante). "Argo" já venceu prêmios no Globo de Ouro, Sindicato dos Atores (SAG), Sindicato dos Produtores (PGA), Sindicato dos Diretores (DGA) e no britânico Bafta. O filme recebeu sete indicações ao Oscar, mas Ben Affleck não concorre na categoria de melhor diretor. A cerimônia de entrega do Oscar acontece no próximo domingo, dia 24. Morre o ator britânico Richard Briers, da série de comédia "The Good Life" SÃO PAULO, SP, 18 de fevereiro (Folhapress) - O ator britânico Richard Briers, conhecido por participar de filmes de Kenneth Branagh, morreu aos 79 anos ontem, em decorrência de um enfisema pulmonar. O anúncio foi feito hoje por seu agente. Nascido em 14 de janeiro de 1934, ele começou a carreira o teatro em meados dos anos 1950, antes de fazer as primeiras incursões no cinema nos anos 1960, que rapidamente começou a conciliar com a televisão. Os britânicos o conhecem sobretudo por seu papel no seriado de comédia da BBC "The Good Life" (1975-1978), em que deu vida a um homem que abandona o trabalho em uma empresa para adotar um sistema de vida sustentável e autossuficiente em sua casa no subúrbio de Londres. Briers atuou em filmes como "Henrique V" (1989), "Muito Barulho por Nada" (1993), "Frankenstein de Mary Shelley" (1994) e "Hamlet" (1996). Mural do artista Banksy roubado em Londres é oferecido para venda nos EUA SÃO PAULO, SP, 18 de fevereiro (Folhapress) - Um mural do artista britânico Banksy pintado pouco antes do aniversário de 60 anos de reinado da rainha Elizabeth 2ª, no ano passado, e que havia desaparecido de uma rua de Londres, está sendo oferecido para venda em um site de leilões dos Estados Unidos. A imagem, que mostra um menino debruçado sobre uma máquina de costura foi roubada e agora está à venda em Miami, com preço estimado em 320 mil libras (cerca de R$ 972 mil). "Os moradores ficaram chocados com o fato", disse o político Alan Stricklandele à rede BBC. "Banksy deu essa obra de arte para a nossa comunidade, e as pessoas vinham de todas as regiões de Londres apenas para vê-la." A casa de Leilões Fine Art Auctions, de Miami, descreveu o trabalho como uma obra de "estêncil e tinta spray". A instituição diz desconhecer que o mural foi roubado, afirmando que a obra veio de um "colecionador conhecido".  

continua após publicidade