Geral

Motoqueiros matam policial durante roubo em Ferraz de Vasconcelos

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 15 de fevereiro (Folhapress) - Um policial civil de 65 anos morreu durante um assalto por volta das 14h de hoje na cidade de Ferraz de Vasconcelos (na Grande São Paulo). A filha dele e um neto de seis anos de idade presenciaram o crime.

Sebastião Clemente Neto tinha acabado de chegar na casa da filha dele, no Jardim Anchieta, quando foi abordado por dois ladrões em uma moto. A dupla exigiu que ele entregasse o dinheiro que sacara de um banco no Itaim Paulista, zona leste de São Paulo.

Conforme a polícia, quando Neto foi entregar o dinheiro (cerca de R$ 2.500), um dos ladrões percebeu que ele estava armado e disse que iria matá-lo porque era policial.

O criminoso deu três tiros nele. Neto foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Agente da polícia há pelo menos duas décadas, Neto trabalhava na garagem do DHPP (departamento de homicídios).

Esse foi o quarto caso de latrocínio (roubo seguido de morte) na região metropolitana de São Paulo nos últimos três dias. As outras vítimas morreram ontem e anteontem nas zonas oeste e leste da capital paulista.

Entre os mortos está um perito da Polícia Técnico-Científica que foi baleado na cabeça quando, conforme os investigadores, os criminosos descobriram que ele era policial.
 

continua após publicidade