Geral

Acidente-BA - (Atualizada)

Da Redação ·

Governo da Bahia confirma uma morte na Costa do Sauípe




Por Nelson Barros Neto, Enviado especial

MATA DE SÃO JOÃO, BA, 13 de fevereiro (Folhapress) - A Secretaria de Segurança da Bahia confirmou a morte de uma pessoa ainda não identificada, que estava embaixo da estrutura de ferro que desabou no fim da manhã de hoje na Costa do Sauipe (BA), um dos maiores complexos hoteleiros do Brasil.

"O cenário era de destruição. Operários sendo retirados, gente soterrada, vi fraturas expostas. Houve quem perdesse parte da perna", diz o cabeleireiro Jackson Pereira Silva, 29, que conseguiu entrar na área por ser amigo de um dos encarregados da obra.

O complexo hoteleiro funciona como um condomínio fechado, com portarias e controle rigoroso de quem entra e sai. A imprensa foi barrada, e grupamentos da Polícia Militar reforçam a segurança.

O local do acidente fica a cerca de 20 minutos da portaria.

Embora o acidente tenha ocorrido pela manhã, ainda havia ambulâncias passando pelas guaritas às 16h30 (de Brasília).

Vítimas gravemente feridas foram transportadas de helicóptero para o Hospital Geral do Estado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia, cerca de 50 operários trabalhavam no local e alguns ficaram soterrados --o governo baiano ainda não informou o número exato de feridos.

A estrutura de ferro estava sendo montado para um evento do banco Bradesco a partir de sábado. Em nota, a instituição disse que "lamenta profundamente o acidente" e que "está tomando todas as providências necessárias para atender às vítimas."

A Costa do Sauipe tem cinco hotéis e cinco pousadas na rodovia BA-099, a Linha Verde. Pertence ao município de Mata de São João.

Sauipe foi idealizada pela construtora Odebrecht em 1993 e, em 1997, a Previ - o maior fundo de pensão brasileiro - entrou no negócio. Na abertura, em 2000, decidiu-se entregar a gestão dos hotéis a três grupos: dois ao francês Sofitel, dois aos americanos do Marriott e outro à jamaicana SuperClubs. Porém, o empreendimento não conseguiu o lucro esperado e houve uma reformulação, em 2010.

Hoje, a gestão é 100% nacional, com 1.654 quartos - em toda Salvador, são 15.666.
 

continua após publicidade