Geral

Irmão de Bento 16 diz que escândalos "não têm nada a ver" com renúncia

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 13 de fevereiro (Folhapress) - O irmão do papa Bento 16, Georg Ratzinger, disse em entrevista ao jornal espanhol "El País" que a renúncia do papa não foi motivada pelos escândalos recentes envolvendo a Igreja Católica. Os escândalos, segundo ele, não teriam "nada a ver" com a decisão de Bento 16. Ratzinger disse que a decisão do irmão foi baseada na importância das tarefas do papa -- religiosas, diplomáticas, políticas e econômicas--, que, segundo ele "tem prioridade sobre a pessoa". Ele disse que falou com seu irmão poucas horas após o anúncio, feito na última segunda-feira, e que está seguro de que Bento 16 não irá exercer nenhum tipo de "influência indesejada" na eleição do seu sucessor. A expectativa de Ratzinger, que vive na Alemanha, é que longe das funções de papa, Bento 16 passe mais tempo junto dele: "espero que possamos passar mais tempo juntos, falando de teologia, de liturgia, de lembranças e experiências comuns".  

continua após publicidade