Geral

Estreante, Inocentes de Belford Roxo faz desfile morno no Rio

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 10 de fevereiro (Folhapress) - A Inocentes de Belford Roxo abriu o desfile do sambódromo carioca com um desfile sem empolgação e muitos desmaios. A escola da Baixada Fluminense fez neste domingo um tributo à Coreia do Sul. Sem receber dinheiro dos coreanos e com poucos descendentes no desfile, a Inocentes apostou em fantasias longas e na maquiagem oriental. No final, pelos menos cinco integrantes desmaiaram. O ponto alto foi a bateria, que fez várias paradinhas ao longo do desfile. A escola retratou no sambódromo do Rio os 50 anos da imigração coreana no Brasil com o enredo "As 7 confluências do rio Han". Sem empolgar, a agremiação da Baixada Fluminense vai tentar na quarta-feira permanecer na elite do Carnaval carioca. A diretoria não conseguiu o dinheiro do patrocínio prometido pela associação ligada a comerciantes coreanos. A comissão de frente, acrobatas vestidos de um macacão branco. Durante a apresentação, os integrantes entraram em um tripé e foram substituídos por dançarinos vestidos como 12 animais de pedra do horóscopo coreano. As baianas da Belford Roxo vieram fantasiadas como mergulhadoras. Em seguida, quatro alas da escola homenagearam a arquitetura, as letras e as roupas e rituais típicas coreanos. O tigre da Inocentes de Belford Roxo -simbolizando países asiáticos de alto desenvolvimento econômico e tecnológico- passou rugindo pela Marquês de Sapucaí. O efeito sonoro do carro alegórico surpreendeu o público. Três integrantes da escola desmaiaram durante desfile. Fazia muito calor no sambódromo e muitas das fantasias são pesadas, o que levou os integrantes a passarem mal.  

continua após publicidade