Geral

Nevasca deixa pelo menos 1 morto e 600 mil sem energia

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 9 de fevereiro (Folhapress) - A forte tempestade que atinge pelo segundo dia consecutivo a costa Leste dos Estados Unidos já provocou a morte de pelo menos uma pessoa, deixou cerca de 600 mil americanos sem energia e cancelou mais de 5.000 voos no país.

Os meteorologistas alertam para ventos mais fortes e nevascas neste sábado, especialmente perto de Boston, onde até 76 centímetros de neve eram esperados em algumas áreas, assim como em Nova York, Connecticut e Maine.

Na primeira morte atribuída à tempestade de neve, um homem de setenta anos foi morto quando um motorista perdeu o controle de seu carro e o acertou em Poughkeepsie, Nova York, informou a imprensa.

A usina nuclear de Pilgrim, em Plymouth, Massachusetts ficou sem força e automaticamente foi desligada durante a tempestade na noite de ontem, mas não havia nenhuma ameaça para o público, disse que a Comissão Reguladora Nuclear.

Ventos chegaram de 56 a 64 quilômetros por hora até a tarde de sexta.

A tempestade levou os governadores de Massachusetts, Rhode Island, Connecticut, Nova York e Maine a declararem estado de emergência.

O governador de Massachusetts, Deval Patrick, tomou a decisão de anunciar a proibição da maior parte de viagens de carro no início da tarde sexta-feira, enquanto o governador de Connecticut, Dannel Malloy, fechou rodovias do estado para todos os veículos, exceto os de emergência.

Na noite de sexta-feira, alguns trens que circulam entre Nova York e o condado de Westchester, Long Island e Connecticut já haviam sido suspensos.

Em muitos casos, as autoridades ordenaram que os trabalhadores não essenciais do governo ficassem em casa, solicitando que os empregadores privados fizessem o mesmo, orientando as pessoas para se prepararem para quedas de energia.

"As pessoas precisam levar essa tempestade a sério", disse Malloy, governador de Connecticut. "Por favor, fique em casa, exceto em caso de emergência."

Mais de 160 mil ficaram sem energia em Massachusetts, quase 200 mil em Rhode Island e 34 mil em Connecticut, de acordo com concessionárias locais.

A chegada da tormenta coincide com o 35º aniversário da nevasca de 1978, que matou 99 pessoas, destruiu cerca de 2.000 casas e paralisou por uma semana o leste de Massachusetts e o norte de Rhode Island.
 

continua após publicidade