Geral

Morre enfermeira que levou vírus da gripe A ao país

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 8 de fevereiro (Folhapress) - Uma enfermeira argentina que foi infectada pelo vírus da gripe A após uma viagem que fez a Miami morreu hoje em uma clínica de Carmen de Areco, na província de Buenos Aires -a 139 km da capital do país.

Andrea Gordillo, 39, trabalhava como chefe de enfermaria em um hospital e tinha viajado aos Estados Unidos em dezembro passado.

No mesmo hospital onde Gordillo morreu, outra enfermeira está internada em estado "delicado e tratamento intensivo", informou o ministério da Saúde da província de Buenos Aires por meio de um comunicado.

As autoridades argentinas haviam confirmado na segunda-feira a existência de 11 casos de gripe A no país, todos eles localizados em Carmen de Areco. Os outros nove infectados pelo vírus já receberam alta.

O ministro da Saúde provincial, Alejandro Collia, pediu tranquilidade à população. "Não há circulação do vírus da gripe nem na província nem no território nacional", disse.

Além disso, lembrou que "mais de 92% da população em risco está vacinada contra o vírus da influenza", por isso existe uma alta "cobertura de imunização em todo o país".

O vírus H1N1 da gripe A é responsável por, entre outras, a chamada gripe suína --causadora de uma pandemia mundial em 2009. Naquele ano, foram registrados 11.931 casos de gripe H1N1 na Argentina, dos quais 626 fatais.
 

continua após publicidade