Geral

Quatro meses depois, menina recebe alta

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 8 de fevereiro (Folhapress) - Teve alta hospital hoje a menina ativista paquistanesa Malala Yousafzai, 15, que estava internada havia quase quatro meses recebendo tratamento depois de ter sido baleada na cabeça por membros do grupo radical islâmico Taleban.

No fim de semana passado, foi anunciado que Malala passou por uma cirurgia para reconstruir o crânio e para ajudar a restaurar a audição perdida.

O Hospital Rainha Elizabeth informou hoje que Malala recebeu a alta depois de se recuperar muito bem e que, agora, continuará fazendo a sua reabilitação na casa provisória da família, na mesma cidade que o hospital, Birmingham, no Reino Unido.

Malala foi baleada no dia 9 de outubro do ano passado quando seguia da escola para casa.

Ela é conhecida por denunciar a repressão do Taleban às meninas que estudam, o que é contrário aos princípios da milícia paquistanesa.

Malala ficou famosa quando, aos 11 anos de idade, começou a denunciar abusos do Taleban, como incêndios em escolas de meninas e morte de opositores no vale de Swat. Devido ao trabalho, a jovem recebeu prêmios diversos, incluindo o Prêmio Nacional da Paz, a honraria mais elevada do governo do Paquistão.

O Taleban paquistanês a considera uma "espiã do ocidente" e já prometeu tentar matá-la de novo, caso se recupere do ataque. O seu pai, Ziauddin Yousafzai, também foi ameaçado, mas descartou que pedirá exílio quando a filha já estiver bem.
 

continua após publicidade