Geral

Morre recém-nascido internado em hospital na Praia Grande

Da Redação ·

Por Fábio Mendes SANTOS, SP, 8 de fevereiro (Folhapress) - Um dos três bebês recém-nascidos internados na UTI neonatal do Hospital Irmã Dulce, em Praia Grande (Baixada Santista), morreu no final da noite de ontem. A unidade foi interditada no início da semana por causa de contaminação pela bactéria Acinetobacter baumannii. Todas as crianças são meninas, que nasceram prematuras após gestação de risco. Dos outros dois bebês que continuam internados, um está em estado grave. A terceira criança apresentou melhora, mas ainda não há previsão de alta. Identificada nas dependências da UTI neonatal, a bactéria Acinetobacter baumannii pode ser letal para pessoas que estejam debilitadas, como é o caso das crianças internadas. Este é o segundo caso de morte de bebês na UTI do Irmã Dulce. Um outro recém nascido, infectado pela bactéria, morreu na última sexta-feira. Outro lado A Assessoria de Imprensa do Hospital Irmã Dulce informou que os bebês mortos na UTI neonatal nos últimos dias enfrentavam greves problemas de saúde e que, por isso, ainda não é possível confirmar que morreram por causa da bactéria. O hospital informou ainda que um grupo especial de profissionais, montado pela diretoria administrativa, vem atuando desde terça-feira com medidas preventivas contra infecção hospitalar. Com a interdição da UTI neonatal, os casos mais graves foram transferidos para a UTI pediátrica. De acordo com a assessoria, quando não houver mais risco de propagação da bactéria, os leitos serão reabertos após um procedimento específico de desinfecção.  

continua após publicidade