Geral

Autoridades pedem agilidade em investigação de estupro

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 7 de fevereiro (Folhapress) - O presidente mexicano Enrique Peña Nieto disse hoje que deu instruções para que para que seja fornecido todo o apoio institucional com o objetivo de prender os responsáveis pelo estupro de seis turistas espanholas. Elas foram estupradas por um grupo de homens armados e mascarados em uma casa de veraneio em Acapulco, na última segunda-feira. O Senado também exigiu que o governo forneça atenção psicológica, jurídica e médica às vítimas. A investigação busca os responsáveis pelo crime e, por meio da chancelaria mexicana, irá informar o governo espanhol sobre o andamento do caso. A Câmara Baixa também condenou a agressão e autorizou a criação de um grupo de trabalho que vai acompanhar e dar prosseguimento às investigações conduzidas pelas autoridades do Estado de Guerrero, onde fica Acapulco. A legislação do México prevê que crimes como esse fiquem a cargo das autoridades do Estado. Segundo o prefeito de Acapulco, Luis Walton, ao menos cinco criminosos invadiram um bangalô no povoado de Barra Vieja, na praia Bonfil, e renderam os turistas -13, no total. Os seis homens e uma mexicana foram amarrados com fios de telefone e com tiras de roupas de banho. Na sequência, as mulheres foram estupradas e alguns pertences, roubados. O ataque durou cerca de duas horas.  

continua após publicidade