Geral

Cidade vai agilizar análise de documentos de boates

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 5 de fevereiro (Folhapress) - A prefeitura do Rio publicará amanhã decreto estabelecendo prazo de 48 horas para análise documental e emissão de alvará, após atendidas as normas exigidas. A decisão foi anunciada hoje após encontro de representantes de bares, boates e restaurantes do Rio com o prefeito Eduardo Paes e o secretário de Estado e Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões. O compromisso firmado pelo poder público com os empresários é para diminuir a burocracia e dar agilidade à retirada da documentação necessária em caso de realização de obras físicas feitas para se adequar às exigências dos bombeiros. O Corpo de Bombeiros está avaliando, em primeira instância, quesitos simples, porém essenciais para a segurança dos frequentadores. Os itens vão desde as desobstruções das saídas à adequação da sinalização de emergência. Selo de qualidade O SindRio (Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes) estuda a criação de um selo atestando a qualidade e seguranças das casas noturnas, restaurantes e bares da cidade. O sindicato está mobilizando todos os empresários do segmento de casas noturnas para que estejam em conformidade com as exigências impostas pelos bombeiros e pela prefeitura. As casas que foram interditadas se comprometeram a atender os requisitos em 24 horas para que possam voltar a funcionar.  

continua após publicidade