Geral

Indicado de Obama diz que quer mais forte Exército do mundo

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 31 de janeiro (Folhapress) - O indicado do presidente Barack Obama para o Departamento da Defesa americano disse hoje em audiência no Senado para confirmação de seu nome no cargo, que defende a manutenção do Exército dos Estados Unidos como "o mais forte do mundo".

"Eu acho, sempre achei, que os EUA devem se engajar, e não recuar, no mundo", afirmou Chuck Hagel.

Ele, que é do Partido Republicano, rival de Obama, e veterano da Guerra do Vietnã, também deu seu apoio a Israel e garantiu ainda que está comprometido com a meta do governo de impedir que o Irã chegue à bomba nuclear. Foi um recado aos críticos, para quem Hagel não é suficientemente pró-Israel nem suficientemente anti-Irã para suceder o secretário Leon Panetta.

Muitos desses críticos são também republicanos, inclusive. Enquanto Hagel falava à Comissão de Serviços Armados do Senado, o partido divulgou uma nota na qual afirmava que ele não era um bom nome para a Defesa porque iria enfraquecer o Exército americano.

No passado, Hagel questionou a influência do lobby judaico e também a eficácia da implementação de sanções unilaterais contra o Irã, defendendo que ações conjuntas com aliados seriam melhores. Outro assunto sobre o qual ele foi interrogado nesta sexta foi o orçamento do Pentágono. Hagel é conhecido por defender um maior controle sobre os gastos.

Se aprovado, Hagel será o único republicano no gabinete de Obama.
 

continua após publicidade