Geral

Familiares reconhecem objetos de vítimas

Da Redação ·

SANTA MARIA, RS, e SÃO PAULO, SP, 31 de janeiro (Folhapress) - Familiares das vitimas do incêndio que deixou 235 mortos na boate Kiss, no último domingo, em Santa Maria (RS), fazem hoje o reconhecimento e a retirada pertences das vítimas na 1ª Delegacia de Polícia, no centro da cidade. Por volta das 11h, parentes Lauriane Silva deixavam o local com a bolsa e a chave que estavam com a jovem no momento do incêndio. Abalada, a mãe da garota chorava e não quis falar com a imprensa. Familiares de cerca de mais 20 vítimas também estavam na delegacia. Abaixo-assinado Moradores de Santa Maria continuam se mobilizando para pedir fiscalizações mais rígidas nos bares e casas noturnas da cidade. Na manhã de hoje cerca de 40 pessoas colhiam assinaturas na cidade num abaixo-assinado para exigir medidas mais eficazes e rígidas de fiscalização dos bares e casas noturnas. Lúcia Madruga é uma das pessoas que recolhe as assinaturas nas ruas. Ela não perdeu parentes no incêndio, mas conhecia uma das vítimas, que foi ex-namorada de seu filho. "Quem está menos envolvido tem a lucidez para tomar uma atitude. Queremos comprovar com o documento que a população está mobilizada", disse. Após recolher os dados suficientes, o grupo pretende entregá-los às autoridades municipais, estaduais e federais.  

continua após publicidade