Geral

Apartamentos de prédio onde menino caiu são interditados

Da Redação ·

Por Mario Hugo Monken SÃO PAULO, SP, 30 de dezembro (Folhapress) - Por determinação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, todos os apartamentos vazios do Hotel Paradiso All Suítes, na Barra da Tijuca, na zona oeste, que possuem o mesmo tipo de varanda de onde o menino Enrico Salazart Padilha Tavares, de um ano e quatro meses, caiu na noite de sexta-feira, foram interditados. O garoto morreu no Hospital Municipal Lourenço Jorge após despencar do quarto andar. O delegado responsável pelas investigações, Róbson Gomes, da 16ª DP (Barra da Tijuca), solicitou para a próxima quarta-feira (2) uma perícia de engenharia do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). Ele também pediu uma vistoria do Crea (Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia) para que possa ser possível apontar as responsabilidades pela construção e vistoria da varanda. De acordo com a Polícia Civil, o menino e os pais eram de Brasília e tinham feito uma escala em Guarulhos, na Grande São Paulo. Eles tinham acabado de chegar ao hotel para passar o Réveillon na capital carioca. Um funcionário do hotel ainda ajudava os pais a carregar as malas para dentro do quarto quando o menino correu até a varanda e caiu por entre as grades. Ele chegou a ser levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, mas não resistiu aos ferimentos.  

continua após publicidade