Geral

Casal vai à polícia após suposta falha em brinquedo do Hopi Hari

Da Redação ·





CAMPINAS, SP, 28 de dezembro (Folhapress) - Dois jovens de 14 e 18 anos registraram um boletim de ocorrência contra o parque Hopi Hari porque sentiram que a trava do carrinho que eles usavam na montanha russa do parque não estava firme. A administração do Hopi Hari diz que a trava funcionou normalmente e o brinquedo, que passou por perícia, foi liberado.

O susto aconteceu por volta das 17h de ontem, quando a garota de 14 anos e o jovem de 18 sentaram no quatro carrinho da montanha russa. Segundo o delegado Carlos Renato, da delegacia de Vinhedo (a 79 km de São Paulo), o casal relatou que a trava soltou e o jovem a segurou com as mãos.

O delegado afirmou ainda que o garoto reclamou de dores no punho após o ocorrido e, por isso, foi solicitado exame no IML (Instituto Médico Legal). Um inquérito foi instaurado e a Polícia Civil aguarda o resultado da perícia. Testemunhas devem ser ouvidas, mas nenhum depoimento está marcado.

A atração passou por fiscalização de técnicos do parque, que não identificaram nenhum problema no brinquedo, segundo o vice-presidente do parque, Cláudio Guimarães. O brinquedo ficou parado por cerca de 40 minutos e voltou a funcionar ainda na tarde de ontem.

"Esse tipo de trava tem que ter mesmo uma flexibilidade, senão quebra. O movimento que eles sentiram estava dentro dos limites operacionais", disse Guimarães. Segundo ele, a equipe do parque checou os registros de filmagem na entrada do brinquedo e confirmou que foi feita inclusive a dupla checagem das travas por monitores.
 

continua após publicidade