Geral

Ex-ditador é levado a hospital do Exército

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 27 de dezembro (Folhapress) - O ex-ditador do Egito Hosni Mubarak, 84, será transferido hoje para um hospital do Exército na periferia do Cairo, após seu estado de saúde piorar na prisão. Esta é a segunda internação do mandatário deposto em 2011 desde que foi preso, em junho.

A informação foi divulgada por agentes de segurança da prisão de Tora, onde cumpre prisão perpétua pela morte de manifestantes durante os protestos que o derrubaram, em janeiro do ano passado. Na semana passada, ele passou por uma tomografia após cair no banheiro.

A família do ex-mandatário pediu à Justiça para que mantivesse o ex-mandatário no hospital, alegando condições precárias na detenção. No entanto, a petição foi rejeitada.

Em 19 de junho, Mubarak passou um longo período no hospital após uma trombose cerebral, seguida de um ataque cardíaco.

No fim do mês, a agência de notícias Mena chegou a dizer que o chefe de Estado deposto tinha morrido, mas a informação foi desmentida horas depois.

Após ficar quase um mês no hospital, o ex-ditador foi transferido à prisão em 16 de julho. Enquanto estava no poder, a saúde dele era tratada como segredo de Estado, o que alimentou diversos boatos sobre sua real condição nas internações prévias.

Hosni Mubarak governou o Egito entre 1981 e 2011 e deixou o poder após uma revolta popular -uma das primeiras da chamada Primavera Árabe.
 

continua após publicidade