Geral

Acidentes com animais peçonhentos aumentam 30% durante o verão

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 23 de dezembro (Folhapress) - Pesquisa realizada pelo Instituto Butantan revelou que os acidentes com animais peçonhentos aumentam 30% entre dezembro e março, quando o tempo se torna mais quente e chuvoso. Segundo o Instituto, o primeiro atendimento é fator determinante para recuperação. Além disso, o instituto afirma que não se deve amarrar o local do ferimento, já que isto pode produzir necrose e não evita a disseminação do veneno. Em caso de acidentes com cobras, por exemplo, é recomendável lavar o local afetado somente com água e sabão e não passar nenhum outro produto ou medicação. Quanto à ferroada de escorpião, a primeira medida que deve ser adotada é colocar compressas de água morna sobre a ferida. Essas medidas ajudam a aliviar a dor até a chegada ao serviço de saúde mais próximo. Já em caso de picadas de aranhas e queimaduras de taturanas é importante não mexer no ferimento e procurar atendimento médico imediatamente. "É fundamental que as pessoas sigam essas recomendações em casos de acidentes com animais peçonhentos e procurem, o quanto antes, o serviço médico mais próximo. Isso garantirá o diagnóstico precoce e um tratamento eficaz", alerta o biólogo e diretor do Museu Biológico, Giuseppe Puorto. Para evitar estes acidentes é preciso manter limpos quintais, jardins e terrenos baldios; não acumular entulho e lixo doméstico; aparar a grama dos jardins e recolher as folhas caídas; colocar telas nas janelas, vedar ralos de pia, tanque e de chão com tela ou válvula apropriada; examinar roupas, calçados, toalhas e roupas de cama antes de usá-las; andar sempre calçado e usar luvas de raspa de couro ao trabalhar com material de construção. O Hospital Vital Brazil disponibiliza o telefone 0/xx/11/2627-9529 para orientação em casos de emergência e acidentes com animais peçonhentos. O serviço funciona 24 horas por dia. Veja abaixo algumas dicas de prevenção. No site do Instituto Butantan é possível encontrar informações mais detalhadas. O QUE FAZER EM CASO DE ACIDENTE: 1 - Lavar o local da picada apenas com água ou com água e sabão 2 - Dar bastante água à vítima para manter a hidratação 3 - Procurar serviço médico o quanto antes O QUE NÃO FAZER: 1 - Amarrar o local para evitar a circulação sanguínea 2 - Cortar ou furar o local da picada para tentar extrair o veneno 3 - Não passar produtos como manteiga, cremes ou outras substancias gordurosas no local do ferimento 4 - Em caso de aparecimento de algum animal peçonhento, tentar removê-lo sem ajuda de um profissional qualificado  

continua após publicidade