Geral

Kerry pode ser o novo secretário de Estado

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 21 de dezembro (Folhapress) - O presidente Barack Obama indicará ainda hoje o senador John Kerry para secretário de Estado. A informação foi vazada à mídia americana por funcionários do governo.

O democrata, que concorreu à Presidência contra George W. Bush em 2004, irá suceder Hillary Clinton. Há alguns meses, a atual secretária de Estado afirma que quer deixar o cargo no início do segundo mandato de Obama, que começará em janeiro de 2013.

Senador por Massachusetts, Kerry teve um importante papel na corrida política de Obama, principalmente por designá-lo para pronunciar o discurso mais importante da Convenção Democrata de 2004, quando ainda era um político desconhecido.

No último dia 13, a embaixadora dos EUA para a ONU, Susan Rice, retirou seu nome das considerações para suceder Hillary. A desistência foi apresentada sob a justificativa de que a indicação dela ao cargo acarretaria numa "longa e custosa" batalha pela aprovação do Senado.

O anúncio foi uma derrota para Obama, já que cede a pressões feitas por congressistas republicanos que declararam considerar Rice inapta para o cargo por causa das entrevistas que concedeu, em nome do governo, logo após um ataque ao consulado do país em Benghazi, na Líbia, que matou o embaixador Chris Stevens, em 11 de setembro passado.

Nas entrevistas, Rice propagava a versão inicialmente dada pela Casa Branca de que o ataque era resultado de um protesto contra um vídeo de sátira ao islã. Mais tarde, a própria Casa Branca começou a tratar o caso como um ato de terrorismo.
 

continua após publicidade