Geral

Desabamento-SP - (Atualizada)

Da Redação ·

Mortos em Sorocaba tinham entre 5 e 53 anos




Por Marília Rocha

SOROCABA, SP, SP, 21 de dezembro (Folhapress) - Moradores de Sorocaba que presenciaram a queda da parede de um prédio histórico da cidade sobre carros na noite de hoje relatam que tentaram ajudar as vítimas. Segundo ocorrência policial, as vítimas que morreram tinham entre 5 e 53 anos.

Humberto Dias Ferreira, 53, era taxista e estava num Classic. O médico Adílson Nunes Filho, 35, estava num Civic. A estudante Nhaiara Camila Airola Fernandes, 25, Tiago Alvares Siqueira, 5, e a inspetora Evelin Cristina Maquines, 30, estavam num Santana. Rayner Alves, 28, dirigia uma moto.

A sétima vítima é Samantha Bianca da Conceição Shendroski, 24.

A dona de um salão de beleza que fica em frente à parte do prédio que desabou, Vera Lúcia Nunes, disse que, após a queda, motoristas que estavam presos no congestionamento saíram andando pela rua sem rumo e que algumas crianças e mães chegaram a buscar abrigo em seu salão. "Veio tudo abaixo. Quem estava mais perto não teve tempo de escapar. Parecia um cenário de guerra."

Ela disse que também tentou retirar os escombros de cima dos carros e que chegou a ouvir choro, mas não sabe dizer se era de vítimas soterradas ou de outras testemunhas.

Comerciantes que tinham acabado de fechar as lojas em frente à construção saíram para ajudar a tirar as pedras de cima dos carros.

"Chovia muito e eu tinha acabado de colocar minhas filhas para dentro para fechar a loja, ouvimos o barulho forte e quando abri a porta, vi o cenário terrível", conta o comerciante Enivaldo de Mattos.

Segundo ele, a chuva e o peso das pedras dificultaram a tentativa de ajuda. "Minhas mãos estão machucadas porque o desespero era grande, só queríamos achar sobreviventes", afirmou. "Eu pensei que estava acabando o mundo", conta uma motorista que passava pela outra pista no momento do acidente, Sirlene Marques.

"A faixa que eu estava ficou parada e os carros do lado andaram, até pensei em ir para lá, mas veio um barulho muito forte e, de repente, caiu tudo", disse. "A gente via as pessoas dentro do carro e por um instante deu tanto medo que não conseguimos reagir."

Os corpos foram encaminhados ao IML e ainda não há informações sobre os enterros.
 

continua após publicidade