Geral

MEC lança Inglês sem Fronteiras para qualificar estudantes

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 18 de dezembro (Folhapress) - O MEC (Ministério da Educação) lançou hoje o programa Inglês sem Fronteiras, que vai aplicar testes de proficiência e melhorar o ensino de línguas nas universidades.

De acordo com a pasta, 101 mil brasileiros ganharão bolsas para estudar no exterior por meio do Ciência sem Fronteiras até 2014.

A primeira etapa do Inglês sem Fronteiras está prevista para ser iniciada em fevereiro do próximo ano, com a avaliação de 40 mil estudantes, que farão testes aplicados por instituições de educação superior certificadas - 23 já receberam a autorização. Os aplicadores do exame receberam treinamento específico.

O MEC irá utilizar os resultados das provas para planejar o ensino de outro idioma, de acordo com as necessidades dos estudantes. Ao longo do programa, serão desenvolvidas ações para o credenciamento das instituições para a aplicação dos testes de proficiência exigidos para o intercâmbio, como o Toefl (Test of English as a Foreign Language) e o Ielts (International English Language Testing System). O objetivo do governo é preparar um número maior de estudantes para estudarem no exterior.

Representantes de dez universidades federais - UFSCar (São Carlos), UFSC (Santa Catarina), UFMG (Minas Gerais), UFU (Uberlândia), UFRGS (Rio Grande do Sul), UFF (Fluminense), UFC (Ceará), UFPE (Pernambuco), UFMT (Mato Grosso) e da UnB (Universidade de Brasília) - foram reunidos em comissão para gerenciar as ações do Inglês sem Fronteiras.

Segundo o MEC, "as instituições foram selecionadas a partir de aspectos como regionalidade, experiência em oferta de cursos presenciais e a distância em língua inglesa, existência de programas já consolidados de graduação e pós-graduação e reconhecida competência na produção de material didático na modalidade de educação a distância".

Cartão

O ministro Aloizio Mercadante também apresentou hoje os cartões de débito do Banco do Brasil e do Banco do Brasil Américas como uma nova forma de pagamento das bolsas do programa Ciência sem Fronteiras.

De acordo com o MEC, o novo sistema permite o pagamento das bolsas por meio de crédito em conta-corrente do estudante - eliminando a necessidade de abertura de contas e pagamento de tarifas em bancos do exterior.

O cartão poderá ser utilizado em todos os países que aceitam a bandeira Mastercard e possibilita depósitos feitos por familiares do estudante.

 

continua após publicidade