Geral

Polícia afirma estar perto de descobrir motivação para o crime

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 15 de dezembro (Folhapress) - A polícia de Connecticut coletou evidências "muito boas" que podem levar à motivação do atirador por trás do massacre da escola primária Sandy Hooks, em Newtown, que matou 20 crianças e seis adultos antes de cometer suicídio. Adam Lanza, 20, também matou sua mãe antes de se dirigir à escola. As evidências teriam sido encontradas em ambas as cenas dos crimes. A declaração foi dada em pronunciamento a jornalistas pelo tenente Paul Vance. Entre os poucos detalhes revelados, ele afirmou que, ao contrário do que foi ventilado em relatos anteriores, o atirador forçou sua entrada na escola, em vez de não ter encontrado resistência. Ao menos um pai de um dos alunos de Sandy Hooks afirmou que a mãe do atirador trabalhava como professora substituta no lugar e, por isso, era provável que a diretora tivesse reconhecido Adam. Ela também foi morta no ataque. Vance afirmou que, devido às investigações, a escola e seu entorno permanecerão fechados à circulação por mais um dia ou dois, pelo menos. Segundo a CNN, os corpos não haviam sido retirados da escola até hoje. De início, era esperado que o pronunciamento, que ocorreu com cerca de duas horas de atraso, listasse o nome das vítimas dos massacres. As autoridades, contudo, decidiram não divulgá-los antes que sejam feitos mais avanços nas investigações.  

continua após publicidade