Geral

Quatro pessoas são condenadas por morte de turista alemã

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 13 de dezembro (Folhapress) - Quatro pessoas foram condenadas hoje pelo assassinato da turista alemã naturalizada italiana Jennifer Kloker em fevereiro de 2010, na região metropolitana de Recife (PE). Jennifer, 22, foi morta na cidade de São Lourenço da Mata. Segundo o Ministério Público, o crime foi planejado pelo então marido de Jennifer e pela família dele, com o objetivo de receber um seguro de vida feito em nome dela. Todos os réus foram condenados pelos crimes de formação de quadrilha e homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e sem dar chance de defesa para a vítima. O então marido de Jennifer, Pablo Tonelli, e o o padrasto dele, Ferdinando Tonelli, foram condenados a 25 anos e 6 meses de prisão cada um. A pena da mãe de Pablo, Delma Freire de Medeiros, foi de 32 anos. Ela também foi condenada por fraude processual. Já o tio, Dinarte Dantas, foi condenado a 14 anos e 4 meses de reclusão. Todas as penas serão cumpridas, inicialmente, em regime fechado. O quinto réu, Alexsandro Neves dos Santos, acusado de ter executado o crime, teve seu julgamento remarcado para o dia 27 de fevereiro porque seu advogado não compareceu ao fórum. Delma, Pablo e Ferdinando continuarão presos nas unidades em que já estavam. Dinarte Dantas poderá aguardar, em liberdade, o trânsito em julgado da decisão. A defesa dos réus ainda pode recorrer da sentença. Versão dos réus A reportagem não conseguiu contato com as defesas dos réus. Na época do crime, Pablo, Delma e Ferdinando afirmaram que haviam sido abordados por um grupo de assaltantes perto da rodoviária de São Lourenço da Mata. Jennifer, que estava com a filha de dois anos do casal, teria reagido e sido levada pelos supostos criminosos. O corpo foi encontrado no dia seguinte. A família, que morava na Itália, tinha vindo ao Brasil para passar férias na casa de Delma.  

continua após publicidade