Geral

Secretário de Defesa dos EUA discute retirada das tropas

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 12 de dezembro (Folhapress) - O secretário de Defesa dos EUA, Leon Panetta, chegou ao Afeganistão hoje, de surpresa, para se reunir com altos comandantes. Ele afirmou que o objetivo central da viagem é debater as propostas preparadas pelo general John Allen, chefe das operações no Afeganistão, para a retirada e deslocamento das tropas --a guerra deve terminar em dezembro de 2014. Conforme Panetta, o presidente Barack Obama vai analisar as alternativas nas próximas semanas. Segundo o "New York Times", Panetta disse que somente após as decisões sobre o tamanho das forças é que Obama vai definir a taxa de remoção dos próximos dois anos para atingir esse número. Qualquer presença contínua por parte dos EUA após 2014 --possibilidade que deverá ser negociada com o governo afegão-- será focada no treinamento e apoio às forças de segurança afegãs. Também é provável que seja incluída uma pequena força antiterrorismo para monitorar a rede terrorista Al Qaeda e outros líderes rebeldes. Esta é a quinta viagem de Panetta ao Afeganistão como secretário da Defesa dos EUA, que afirmou que a missão está "em um caminho muito melhor" do que estava há quatro anos. O secretário reconheceu que ainda há muitos desafios, entre eles "a governabilidade, a corrupção, a existência de refúgios insurgentes no Paquistão e a resistência Taleban que segue desafiando as forças de segurança". Panetta visita o país na mesma semana em que o Pentágono divulgou um relatório dizendo que apenas uma das 23 brigadas do Exército Nacional Afegão é capaz de operar de forma independente, sem o apoio militar dos EUA e da OTAN. Os EUA ainda mantém 66 mil soldados no Afeganistão e, neste ano, 33 mil deixaram o país.  

continua após publicidade